31 de ago de 2011

Lei Maria da Penha.

A Presidenta Dilma responde a pergunta sobre a Lei Maria da Penha em seu programa semanal "Conversa com a Presidenta".

A senhora acha que a lei Maria da Penha é eficiente? - Kátia Cilene de Albuquerque, 52 anos, dona de casa de Petrópolis (RJ)

Presidenta Dilma – Sim, a Lei Maria da Penha tem cumprido o seu papel de prevenir a violência doméstica, punir os agressores e mudar o comportamento da sociedade frente ao problema. É crescente o número de mulheres que se valem da Lei para garantir seu direito à integridade física, sexual, psíquica e moral. Os números são expressivos. De setembro de 2006, quando a Lei entrou em vigor, até março deste ano, 332 mil processos foram abertos, houve 110 mil agressores sentenciados, foram realizadas 1.577 prisões preventivas e 9.715 prisões em flagrante. Os juízes expediram também 93.194 medidas de proteção. A Lei encorajou a denúncia, garantindo a integridade física e a vida de milhares de mulheres. O Ligue 180, da Secretaria de Políticas para as Mulheres, da Presidência, já recebeu, desde a sua criação, em 2006, quase 2 milhões de ligações. Deste total, 435 mil tinham relação com a Lei Maria da Penha. Mesmo assim, é preciso um esforço para estender o alcance da lei, que ainda não chega a todas as brasileiras. Por isso, Kátia, estamos ampliando e aperfeiçoando a rede de atendimento e fortalecendo o Pacto Nacional de Enfrentamento da Violência Contra as Mulheres, que agora conta com a participação de todos os estados.
Fonte: Secom em 30/08/2011.

30 de ago de 2011

Relatório Final

RELATÓRIO DA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE POLITICAS PARA MULHERES DE VALINHOS-SP
O Município de Valinhos realizou a 3ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres no dia 13 de agosto de 2011, das 9h00 as 17h00, nas dependências do Hotel Estância Fonte Santa Tereza, localizado na Rua 12 de Outubro nº 650, Vila Santana, nesta cidade.
A Conferência foi convocada pelo Prefeito Municipal, Marcos José da Silva, através do Decreto n.º 7.853/2011, publicado no Boletim Municipal nº 1.246, em 29 de julho de 2011. E teve o seu Regimento Interno publicado em 05 de agosto de 2011, no Boletim Municipal nº 1.247, o qual traz a seguinte Programação:
  • 08h30: Credenciamento/Cofee Break
  • 09h30: Cerimonial de Abertura
  • 10h00: Leitura, Discussão e Aprovação do Regimento Interno
  • 10h45: Monitoramento do II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres: Apresentação de Painel dos Eixos Propostos
  • 12h30: Almoço
  • 13h30: Palestra
  • 14h10: Formação de Grupos, Debates e Elaboração das Propostas
  • 15h00: Apresentação e Votação das Propostas
  • 16h00: Eleição e Indicação das Delegadas para a Etapa Estadual
  • 17h00: Encerramento
A Comissão de Relatoria formada conforme Portaria CMDM nº 20/2011, publicada no Boletim Municipal nº 1.247, em 05 de agosto de 2011, composta por Lais Helena Antonio dos Santos Aloise, Maria Aparecida Pallotta e Mariza Aparecida Carneiro Lourenço, coordenou a consolidação dos relatórios dos grupos de trabalho, elaborou e acompanhou a publicação do relatório final, elencando as propostas dos eixos temáticos escolhidos.
Atendendo ao Temário Proposto a 3ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres foi realizada com ampla inclusão de mulheres do poder público, da sociedade civil e de mulheres em geral.
De acordo com o credenciamento que antecede a 3ª Conferência Municipal de Políticas para Mulheres tivemos a participação de cento e doze (112) participantes na Plenária da Conferência coordenada pela Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Sueli Aparecida Marostica Mamprin.
A mesa inaugural foi composta pelas autoridades presentes: Marcos José da Silva - Prefeito do Município de Valinhos, Moysés Antonio Moysés - Vice-Prefeito do Município de Valinhos, Vereadora Dalva Berto representando o Legislativo, Dra Rosmary Correa Delegada Rose, Presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina, Sueli Marostica Mamprin Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e Márcio Ferreira Secretário de Desenvolvimento Social e Habitação.
Em seguida foi feita a leitura do Regimento Interno, o qual foi colocado em discussão e aprovado por unanimidade sem ressalvas.
A primeira parte da programação apresentou o monitoramento do II Plano Nacional de Políticas para Mulheres na forma de apresentação de Painéis dos Eixos Propostos, seus recursos e mecanismos existentes no município que contribuem com o crescimento das mulheres no mundo do trabalho buscando a sua autonomia econômica. Houve a apresentação dos temas por representantes convidadas da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, Educação, Saúde, Fundo Social de Solidariedade como também da Associação de Clube de Mães e Cooperativa RECOOPERA.
Logo após o intervalo de almoço foi apresentada a palestra “Ser Mulher combina com autonomia?” com a assistente social, socióloga e psicodramatista Sra. Rita de Cássia Angarten Marchiore que discorreu sobre autonomia econômica, social, cultural e política baseada no temário proposto.
Após a palestra a plenária foi dividida em quatro grupos para o debate, apresentação e votação das propostas. Cada grupo elegeu uma coordenadora e uma relatora que apresentaram as conclusões dos grupos, na forma falada e também por escrito. A plenária aprovou as propostas fazendo adendos quando necessário.
Vale destacar que as propostas abaixo elencadas, refletem a realidade atual do município de Valinhos, lastreando-se, especialmente, na visão da comunidade feminina acerca da ausência da implementação de políticas que de fato atendam as mulheres dentro do município.
Grupo I – Analise da Realidade Local em Face da Apresentação feita no Primeiro Tempo da Conferência e de seus Resultados.
A Coordenadora Lais Helena Antonio dos Santos Aloise e a Relatora Sandra Gerais de Camargo Rangel, apresentaram as seguintes propostas:
  1. Criação de espaços para a divulgação de promoção da mão de obra já capacitada, disponível nos diversos segmentos, tais como criação de agências de colocação profissional, criação de restaurante popular que empregue essa mão de obra qualificada. – proposta aprovada por unanimidade.
  2. Construção e estruturação de um espaço físico através de parcerias, para a seleção do material coletado e reciclado. – proposta aprovada por unanimidade.
  3. Campanha de conscientização através de ações educativas nos diferentes segmentos da sociedade quanto à importância do desenvolvimento sustentável. – proposta aprovada por unanimidade.
  4. Criação de oficinas para aproveitamento de materiais recuperáveis visando geração de renda com venda desses produtos em bazares e grandes eventos. - proposta aprovada por unanimidade.
  5. Divulgação dos projetos da saúde já existentes para seu amplo conhecimento. – aprovada com um voto contrário.
  6. Reestruturação do atendimento das especialidades com aparelhamento dentro da municipalidade. – proposta aprovada com um voto contrário.
  7. Maior valorização dos profissionais da área da saúde para que trabalhem motivados gerando um melhor atendimento à população. - proposta aprovada por unanimidade.
  8. Garantia de inclusão da mulher deficiente nos espaços de desenvolvimento educacional e de lazer. – proposta aprovada por unanimidade.
  9. Aprimorar o atendimento aos moradores de rua através de convênios para capacitação profissional gratuita, sem burocracia, e descentralizada em período noturno. - proposta aprovada por unanimidade.
  10. Criação a nível nacional de mecanismos legais para que as mulheres obrigatoriamente ocupem cargos de primeiro escalão na administração pública, nas esferas municipais, estaduais e municipais. – proposta aprovada por unanimidade.
  11. Implantação do “Plano Mulher Mil” que tem por objetivo dar educação as mulheres em situação de vulnerabilidade social como mães solteiras e chefes de família como parte do Plano Brasil Sem Miséria com envolvimento da Secretaria de Educação e Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação. – proposta aprovada por unanimidade.
Grupo II – Desafios para o Fortalecimento da Autonomia Econômica e Propostas de Políticas Publicas a serem Desenvolvidas e Implantadas em Fase da Apresentação feita no 2º Tempo da Conferência “Mulher Combina com Autonomia?”
A Coordenadora Verônica Pimentel Cilento e a Relatora Elizabeth Adaid, apresentaram as seguintes propostas:
  1. Construção de equipamentos sociais que facilitem a inserção e a permanência das mulheres no mercado de trabalho, como creches em período integral acompanhando o horário de trabalho das mães trabalhadoras. – proposta aprovada com três votos contrários.
  2. Garantia de cumprimento de horário de trabalho com jornada de 6 horas para os (as) funcionários (as) de creches, propiciando melhor atendimento às crianças bem como um horário que atenda melhor às demandas das mulheres trabalhadoras. – proposta aprovada com um voto contrário.
  3. Garantia de atendimento de crianças e adolescentes no período inverso ao da escola, de 4 a 14 anos, respeitando as faixas etárias. – proposta aprovada com um voto contrário.
  4. Garantia de transporte gratuito para crianças e adolescentes que participem de atividades extra-escolares. – proposta aprovada com um voto contrário.
  5. Previdência Social inclusiva para mulheres com reconhecimento do período em que esta se dedicou aos cuidados maternos com equivalência ao trabalhador (a) rural (Campanha Nacional de Divulgação). – proposta aprovada por unanimidade.
  6. Campanha Nacional de divulgação das ações e mobilização para participação das mulheres em conferências municipal, estadual e federal. - proposta aprovada por unanimidade.
  7. Divulgação em campanha nacional do direito ao registro em carteira de trabalho para na garantia dos direitos sociais. - proposta aprovada por unanimidade.
Grupo III – Desafios para o Fortalecimento da Autonomia Social e Cultural das Mulheres e Propostas de Políticas Publicas a serem Desenvolvidas e Implantadas.
A Coordenadora Luciane Cunha a Relatora Josefina Parro Ribeiro, apresentaram as seguintes propostas:
  1. Ampliar os movimentos populares para o fortalecimento da implantação da democracia participativa com vistas à implementação de políticas públicas. - proposta aprovada com dois votos contrários.
  2. Campanha Nacional Educativa de conscientização para a mudança de paradigmas e mitos que denigrem a imagem da mulher banalizando-a na mídia, com ações culturais e educativas. – proposta aprovada por unanimidade.
  3. Garantia salarial igualitária para mulheres e homens que ocupem os mesmos cargos ou funções. – proposta aprovada por unanimidade.
  4. Parcerias com agentes financeiros que operam com microcrédito urbano produtivo. – proposta aprovada por unanimidade.
  5. Criação de programas de incentivos fiscais a empresas que empreguem no mínimo 30% de mulheres em seus quadros profissionais. – proposta aprovada por unanimidade.
  6. Capacitação profissional gratuita para a mulher jovem, sem burocracia, com incentivos de participação no programa de 1º emprego. – proposta aprovada por unanimidade.
Grupo IV – Desafios para o Fortalecimento e Autonomia Política das Mulheres e Propostas de Políticas Publicas a serem desenvolvidas e Implantadas.
A Coordenadora Maria Elvira Scapucin e a Relatora Marilene Aparecida dos Santos, apresentaram as seguintes propostas:
  1. Criação de mecanismos que garantam a participação das mulheres em 50% nas executivas dos partidos políticos. – proposta aprovada por unanimidade.
  2. Garantir a qualificação das mulheres candidatas pelos respectivos partidos. – proposta aprovada por unanimidade.
  3. Garantia de proporcionalidade de um par entre homens e mulheres nas candidaturas a mandatos eletivos bem como na ocupação das cadeiras. – proposta aprovada por unanimidade.
  4. Campanha de valorização do voto feminino. – proposta aprovada por unanimidade.
  5. Garantia de formação política para as mulheres através de cursos específicos. – proposta aprovada por unanimidade.
Todas as Propostas dos quatro Grupos foram levadas para discussão e aprovação da Plenária da Conferência Municipal.
Encerrada esta fase passamos ao processo eleitoral com a apresentação das candidatas e escolha das delegadas que representarão o Município de Valinhos na III Conferência Estadual de Políticas para Mulheres. A eleição foi realizada observando os seguintes critérios:
  1. Estarem inscritas como participantes, de acordo com o artigo 15, § 1º inciso I e § 2º do Regimento Interno;
  2. Possuir militância no Movimento de Mulheres;
  3. Demonstrar Amplitude do Trabalho Desenvolvido;
  4. Permanecer presente durante os trabalhos da Conferência participando dos debates dos grupos temáticos;
  5. Residir em Valinhos.
Após processo eleitoral foram eleitas cinco (05) Delegadas Titulares e respectivas Suplentes, conforme vagas distribuídas na Região Administrativa de Campinas:
Delegadas Titulares:
  • Lilian Calças - Sociedade Civil;
  • Luiza Marques Nunes - Sociedade Civil;
  • Marilene Aparecida dos Santos - Sociedade Civil;
  • Sueli Aparecida Marostica Mamprin - Poder Público;
  • Vânia Aparecida Brandini Borin - Poder Público.
Delegadas Suplentes:
  • Elizabeth Adaid - Sociedade Civil;
  • Josefina Parro Ribeiro - Poder Público;
  • Sandra Gerais de Camargo Rangel - Sociedade Civil;
  • Vera Fritz - Sociedade Civil;
  • Verônica Pimentel Cilento - Poder Público.
A comissão Organizadora da 3ª Conferência Municipal de Políticas para Mulheres foi composta pelas Conselheiras: Luisa Marques Nunes, Maria Cecília de Carvalho, Marilene Aparecida dos Santos, Sueli Aparecida Marostica Mamprin, Terezinha de Jesus Tenari Moysés e Vânia Aparecida Brandini Borin.
Findo os trabalhos, damos por concluído o presente relatório que será assinado em três vias de igual teor.
Valinhos, 29 de agosto de 2011.
SUELI MAROSTICA MAMPRIN
Coordenadora da Conferência
LAIS HELENA ANTONIO DOS SANTOS ALOISE
Comissão de Relatoria da Conferência
MARIA APARECIDA PALLOTTA
Comissão de Relatoria da Conferência
MARIZA APARECIDA CARNEIRO LOURENÇO
Comissão de Relatoria da Conferência
Publicada na Casa dos Conselhos, mediante afixação no local de costume, e no Blog do CMDM, em 30 de agosto de 2011.
SUELI APARECIDA MAROSTICA MAMPRIN
Presidente CMDM

22 de ago de 2011

Quem ama não agride

Segue abaixo informações sobre como se dá a violência contra a mulher, publicadas no jornal Correio Popular em matéria intitulada "Quem ama não agride".


Elas ganham mais e comandam a casa

A cabeleireira Marlete Alves, 44 anos, começou como funcionária e, há sete anos, comprou o salão em que trabalhava na zona sul de São Paulo. Depois que ela virou empresária, os bens da sua família aumentaram
Trabalho doméstico já se tornou página virada na vida de muitas mulheres brasileiras.
Na última década, elas ganharam o mercado de trabalho e comandam todas as decisões do lar.
Entre 2002 e 2011, o salário das brasileiras subiu 68,2%, enquanto o dos homens cresceu 43,1%.


Fonte: matéria de Juliano Moreira públicada no jornal Agora de 21/08/2011.

19 de ago de 2011

Conferência Municipal - XI

Segue matérias e fotos publicadas no Jornal de Valinhos, em 19/08/2011.




Conferência Municipal - X

Prefeito Marcos anuncia instalação da Coordenadoria da Mulher

A Coordenadoria das Mulheres terá uma sede totalmente sua. A novidade foi anunciada pelo prefeito Marcos José da Silva durante a 3ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres, promovida pelo CMDM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher), no último dia 13, sábado, na Fonte Santa Tereza, com o apoio da Prefeitura. Entre as 19 cidades da RMC, o município será o quinto da RMC (Região Metropolitana de Campinas) a instalar o órgão.
Também estiveram no evento, que reuniu cerca de 100 pessoas, o vice-prefeito, engº Moysés; a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, dra. Adriana Di Nardo Silva; os vereadores Israel Scupenaro, Dalva Berto e Lorival; além do secretário de Desenvolvimento Social e Habitação Marcio Ferreira; a presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina, a delegada Rosmari Corrêa, também sub-secretária estadual de Assuntos Parlamentares.
O prefeito Marcos contou aos presentes sobre a implantação da Coordenadoria, que se somará a outras ações da administração municipal voltadas à mulher, e entre os participantes da Conferência destacou Nilce Donizete da Costa Casácio, que é diretora da Divisão de Gerenciamento Habitacional da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação e foi nomeada por ele como coordenadora do órgão. "A Prefeitura já tem em suas diversas Secretarias vários programas que se destinam e beneficiam as mulheres. E dentro de 60 dias, vamos colocar em ação a Coordenadoria para atender ainda melhor as nossas mulheres". Segundo Marcos, a instalação da Coordenadoria atende a uma reivindicação da vereadora Dalva Berto, feita no início de 2009.
Dalva lembrou que apresentou o projeto ao prefeito, com a presidente do Conselho Estadual, a Rosmari Corrêa. "De pronto ele entendeu a proposta e determinou a elaboração de um projeto, enviando-o à Brasília para buscar verbas para a instalação. Este espaço será de extrema importância para a criação de uma rede de atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e de programas especiais, além do encaminhamento ao mercado de trabalho visando sua autonomia", explicou.
Rosmari Corrêa elogiou a administração municipal pelas ações voltadas às mulheres e a implantação da Coordenadoria. "Valinhos está sendo a primeira cidade que participo de uma Conferência Municipal e escolhi essa cidade por me sentir prestigiada, pela atenção recebida, pedidos atendidos e o trabalho desenvolvido pelo Conselho Municipal da Mulher. Vou voltar para inauguração da Coordenadoria".

Atendimento diferenciado
Para a implantação da Coordenadoria houve um repasse de R$ 100 mil do Governo Federal e contrapartida de mais de R$ 28 mil da Prefeitura que foram investidos na compra de uma Kombi, móveis e diversos equipamentos. O órgão estará no mesmo prédio do Conselho Tutelar, na Avenida Independência, no andar térreo.
O secretário Marcio Ferreira contou que a Coordenaria terá ações especialmente voltadas ao atendimento assistencial das mulheres. A prioridade inicial da coordenadora Nilce Casácio será traçar um mapa da violência doméstica no município, por meio de informações coletadas de Boletins de Ocorrências e denúncias. "Iremos oferecer atendimento às vítimas para incentivá-las a sair da situação, quer melhorando a autoestima, quer capacitando-as para o mercado de trabalho, e principalmente tirando-as deste ciclo de violência familiar", disse o secretário.
Segundo a presidente do CMDM, Sueli Mamprin, a Coordenadoria chegará em boa hora. "Ela vai ao encontro do que a 3ª Conferência se propôs, que foi a apresentação de propostas que contribuam para a erradicação de problemas, como a violência doméstica, pobreza extrema, buscando o exercício pleno da cidadania pelas mulheres".

Ações promovidas pela Prefeitura são destaque na Conferência

As ações voltadas às mulheres promovidas pela administração do prefeito Marcos José da Silva (PMDB) tiveram destaque na 3ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres, realizada no último dia, 13, sábado.
A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, dra. Adriana Di Nardo Silva, falou sobre os mais de 90 cursos gratuitos de capacitação e geração de renda e emprego promovidos pelo órgão desde 2005, que já beneficiaram cerca de 5 mil pessoas, dos quais 70% são mulheres. Dra. Adriana também destacou a participação das mulheres no trabalho voluntário. "As mais de 60 voluntárias se comprometem e contribuem com suas habilidades e dons. É um momento de viver novas experiências e conhecer outras realidades. Quem ganha é a sociedade como um todo", disse.
Outras ações também foram destacadas. A diretora do Departamento de Saúde Coletiva, Carina Missaglia Dias, apresentou aspectos de atenção à saúde das mulheres, como violência, óbitos maternos, prevenção e controle de doenças sexualmente transmissíveis e da infecção do HIV/Aids. Ainda dentro da área da saúde, Rosa Massae Sasaki Silva, do Departamento de Programas e Projetos, apresentou dados estatísticos de 2008 a 2011, que apontam a diminuição de adolescentes grávidas no município. Ilma Cambui Melli, diretora de Apoio às UBS (Unidade Básica de Saúde), enfatizou sobre o atendimento à mulher das 13 unidades instaladas na cidade.
Já a coordenadora das creches municipais, Vânia Brandini Borin, destacou a ampliação do número de creches graças à construção de novas unidades, convênios com unidades particulares e subvenções com entidades filantrópicas realizadas pelo governo Marcos para atender a demanda. A diretora do Departamento de Gestão da Assistência Social, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, Ana Cláudia Cônsul Scavitti, expôs sobre a implantação do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) no município.
A consultora em políticas sociais, socióloga e assistente social, Rita de Cássia Angarten Marchiore, proferiu palestra com o tema "Ser mulher combina com autonomia?". Outra palestra foi a da conselheira vitalícia do CMDM e do Conselho Estadual da Condição Feminina, Maria Aparecida Pallota, com o tema "Mulheres nos espaços de poder". Durante o encontro, foram apresentados ainda trabalhos realizados pela Associação dos Clubes de Mães e Cooperativa RECOOPERA.
Também na ocosião, foram eleitas as delegadas que representarão Valinhos na Conferência Estadual, nos dias 8, 9,10 de outubro, em São Paulo. As titulares pelo Poder Público são Sueli Maróstica Mamprin e Vânia Brandini Borin e respectivas suplentes, Verônica Pimentel Cilento e Josefina Parro Ribeiro. Pela sociedade civil as delegadas são Lílian Calças, Luisa Marques Nunes e Marilene dos Santos e as suplentes Vera Fritz, Elisabeth Adaid e Sandra Gerais de Camargo Rangel, respectivamente.
Fonte: Assessoria de Imprensa da PMV.

18 de ago de 2011

Voto de Louvor e Reconhecimento.

Organizadores da II Conferência de Políticas para Mulheres recebem homenagem da Câmara

Realizada no último dia 13 de agosto, nas dependências da Fonte Santa Tereza, a Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres, foro de deliberação e diretrizes da política dos direitos da mulher no município reuniu dezenas de mulheres para discutir e elaborar políticas públicas voltadas à construção da igualdade de gênero, tendo como perspectiva o fortalecimento da autonomia econômica, social, cultural e política das mulheres, contribuindo para a erradicação da extrema pobreza e para o exercício pleno da cidadania.
Durante a sessão da Câmara na terça-feira (16/08), os vereadores Israel Scupenaro (PMDB) e Dalva Berto (PSDB) apresentaram requerimento de Voto de Louvor e Reconhecimento aos organizadores da Conferência. O evento teve em sua mesa principal a presença do prefeito Marcos José da Silva (PMDB), o vice-prefeito Moysés Antonio Moysés (PMDB), a vereadora Dalva Berto (PSDB), a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Sueli Maróstica Mamprim, a presidente da CECF e delegada Dra. Rosmary Correa e o Secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Marcio Ferreira.
A Conferência contou com a participação das Secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social, Fundo Social de Solidariedade e Educação que avaliaram e fizeram propostas para aprimorar as ações que integram o II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Os vereadores também enalteceram a presença da presidente da Cooperativa Habitacional de Valinhos, Rita de Cássia Angartem Marchiori, que ministrou a palestra “Ser Mulher combina com autonomia?”, que discorreu sobre os eixos propostos para a 3ª Conferência: Autonomia Econômica, Social, Cultural e Política.
Scupenaro e Dalva ainda destacaram a escolha das Delegadas que irão representar Valinhos na III Conferência Estadual que irá acontecer nos dias 8, 9 e 10 de outubro no Expo Center Norte em São Paulo. Foram eleitas as delegadas Titulares da Sociedade Civil: Lilian Calças, Marilene dos Santos e Luiza Marques Nunes com suas respectivas suplentes Vera Fritz, Elizabeth Adaid e Sandra Gerais de Camargo Rangel. Pelo Poder Público foram eleitas: Sueli Ap. Maróstica Mamprim e Vânia Brandini Borin, com as suplentes Verônica Pimentel Cilento e Josefina Parro Ribeiro.
Para Dalva Berto, outra importante conquista para as mulheres valinhenses foi o anúncio feito pelo prefeito Marcos da inauguração do espaço físico da Coordenadoria da Mulher em 60 dias no andar térreo do Conselho Tutelar, localizado na Avenida Independência.
Fonte: Portal da Câmara Municipal.

13 de ago de 2011

Conferência Municipal - IX

Dando início aos trabalhos da Conferência Municipal, na parte da tarde, tivemos a recomposição da Plenária e a apresentação da temática "Mulheres nos espaços de poder e decisão", com a conselheira vitalícia Dra. Maria Aparecida Pallotta.





Depois teremos a palestra "Ser mulher combina com autonomia?", ministrada por Rita de Cassia Angarten Marchiore, depois passaremos a Formação de Grupos, debates e elaboração das Propostas a serem encaminhadas a etapa estadual, na sequencia teremos a apresentação e votação delas pelas Plenária da 3ª Conferência, e antes do encerramento irá ocorrer a eleição (sociedade civil) e indicação (poder público) das delegadas representantes do Município junto a Conferência Estadual.

  

Conferência Municipal - VIII

Logo após a leitura, discussão e aprovação do Regimento Interno, tivemos a etapa de monitoramento da II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, através de apresentação de painéis dos Eixos Propostos, foi servido a todos os presentes um delicioso almoço, para uma parada breve nos trabalhos, o qual serviu para alimentar o corpo e confraternizar entre as participantes da Conferência.

















Conferência Municipal - VII

Tevemos a apresentação do audio da mensagem gravada pela Ministra Iriny Lopes, da Secretaria de Política para as Mulheres (SPM), para as Conferências Municipais de Políticas para as Mulheres, após a composição da Mesa da Conferência, pela autoridades presentes, execução do Hino Nacional, e o uso da palavra pelas autoridades da Mesa.